Feira de eventos: Conheça os 4 principais tipos e os objetivos desse evento

Existem diversos modelos de eventos no mercado, principalmente quando se fala de eventos que podem gerar novos negócios. O principal deles é a feira de negócios, um dos pilares do cenário de eventos brasileiros.

Mas você sabe o que realmente é uma feira? Entende como esse tipo de evento funciona? E será que existem apenas feiras de negócios ou alguns outros modelos?

Preparamos esse post para responder todas essas dúvidas e mostrar os principais tipos de feiras que podemos encontrar no mercado.

Desde as que são direcionadas para vendas e exposições de empresas até mesmo modelos que se propõe a difundir a diversidade cultural de um determinado local, existem diversos modelos que você vai conferir agora.

O que é uma feira?

Uma feira é um modelo de evento que possui como principal característica a exposição, geralmente de produtos e mercadorias, feito pelos chamados expositores, onde um público variado pode visitar e ter contato com essas ações.

É por isso que os locais que são destinados para venda de alimentos, geralmente frutas e verduras, também são conhecidos como feiras. O ambiente pode ser completamente diferente, mas percebe as semelhanças do formato quando comparamos com um feira de negócios?

O fato é que esse é realmente um dos modelos de eventos mais conhecidos, principalmente pelo número de pessoas que consegue captar ao longo de alguns dias de evento.

Características das feiras

As feiras podem ser entendidas como esse modelo específico de evento, mas na verdade cada uma possui suas particularidades baseadas nos objetivos e na cultura de realização que são planejados.

Mas também existem algumas características marcantes que podem ser vistas em todos esses eventos. Então confira as principais características das feiras que são comuns para todas:

Encontro de empresas com seu público consumidor

Na prática, uma feira é um modelo de evento que coloca frente a frente uma série de empresas e seus representantes com o público consumidor e o que está sendo exposto.

Ou seja, uma das principais características é promover o ambiente perfeito para a geração de novos negócios, sejam eles realizados naquele momento ou em algum outro posterior ao evento.

Temática central focada em tendências de mercado

Outra característica marcante é que uma feira geralmente possui uma temática central específica. Cada uma é destinada a apresentar as tendências e tudo que há de novo e relevante em determinado setor.

União com outros formatos de eventos

Uma nova característica que vem surgindo no mercado de eventos é a união do modelo de feira com outros tipos de eventos, como os congressos. Aqui a ideia é levar outras atrações para o público e diversificar o conteúdo ao longo das feiras.

Com isso, é possível atingir diversos objetivos distintos ao longo de um evento e abranger um número ainda maior de interessados, não só pelas exposições mas também pelo conteúdo de uma feira como um todo.

Quais os principais tipos de feiras?

Agora que já entendemos melhor o que é realmente uma feira, vamos conhecer os principais tipos encontrados no mercado e como cada um deles se diferencia das demais:

1. Feira de negócios

Como já falamos, a feira de negócios é o modelo mais conhecido pelo público. Certamente você já deve ter visitado uma com o propósito de conhecer novidades em determinado segmento ou apenas para visitar um ambiente atrativo.

Já vimos no nome que o propósito central desse modelo de feira é realmente gerar vendas e novos clientes.

Mas para que isso aconteça, uma feira precisa atrair os expositores, que são as empresas ligadas à temática central que buscam justamente esse espaço para conquistar novos clientes.

Diversos segmentos diferentes podem realizar feiras com esse estilo, como por exemplo:

  • Comércio varejista;
  • Beleza e estética;
  • Construção;
  • Veículos;
  • Agrícola;
  • Mecânica;
  • Hospitalar;
  • Calçados;
  • Vestuário;
  • Livros;
  • entre outros.

2. Feira cultural

Outro evento que é bastante difundido no mercado são as feiras culturais. Diferentemente da feira de negócios, o foco central é voltado para a divulgação da cultura em si.

Nas festas culturais que encontramos ao redor do país, ou até mesmo em outras partes do mundo, é fácil achar esse tipo de feira que possui como objetivo central disseminar as características de uma região.

Mas na sua grande maioria, os resultados alcançados são um grande volume de vendas, principalmente nas feiras mais direcionadas ao trabalho artístico, como são as feiras de artesanatos.

Ou seja, na prática, elas também acabam tendo a características de feiras de negócios.

3. Feira da localidade

Um dos modelos de feira encontrados a qualquer momento são as feiras de localidade. Elas podem ser sim no formato de uma feira de negócios, mas vai variar muito de porte e tamanho do evento como um todo.

O comum é que as feiras sejam relacionadas às áreas que possuem destaque na economia da localidade, como é o caso das feiras agrícolas que acontecem de forma diferente em cada uma das nossas regiões.

No geral, podemos dividir as feiras que variam de acordo com cada localidade em:

  • Feira Municipal;
  • Feira Estadual;
  • Feira Regional;
  • Feira Nacional;
  • Feira Internacional.

Claro que quanto maior o nível de atuação de uma feira, maiores as chances de atrair mais público e ter resultados com maior volume. Uma feira que reúne empresas internacionais certamente chama mais atenção que uma acontecendo a nível estadual.

Para a maioria das feiras de negócios que possuem foco em vendas e disseminação de novos produtos, é comum ver que também não existem taxa de ingresso, ficando disponíveis para livre acesso do público.

4. Feira Social

Esse é o modelo de feira que possui um foco diferenciado de todos os outros modelos. Afinal de contas, o evento social é totalmente aberto ao público e busca oferecer serviços para os participantes ou expor uma série de ações que são benéficas para a sociedade.

As feiras sociais geralmente são promovidas por órgãos sociais e unidades públicas que tem como objetivo central buscar o engajamento de grande parte do público-alvo.

Um dos principais motivos para criar eventos como a feira social são:

  • Prestar serviços e assistência à população;
  • Aproximação da comunidade social;
  • Apresentação de soluções que estão disponíveis para a população.

Quais os objetivos de uma feira?

Para entender como ter sucesso e obter bons resultados nas feiras de negócios, é preciso conhecer também seus objetivos centrais para conseguir avaliar se conseguiu atingir cada um deles ao final do evento.

Será que ao final do evento o maior objetivo era fechar determinado volume de vendas? Ou seria mais importante conseguir um número maior de contatos para trabalhar em seguida?

Ter isso em mente é fundamental para saber que pontos pode focar no trabalho dentro de uma feira e ter ainda mais sucesso ao finalizar sua prática de análise pós-evento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.